Agende sua sessão inicial hoje mesmo: (11) 98706-5121

O que a hipnoterapia pode tratar e 3 motivos pelo qual você deveria fazê-la

O que a hipnoterapia pode tratar?

Bem, para começo de conversa o que é hipnoterapia?

Para os seguidores do meu blog e do meu canal do Youtube tem essa resposta na ponta da língua, mas a hipnoterapia, apesar de ser praticada há décadas no Brasil e no mundo para finalidade clínica, ainda é muito desconhecida, gera dúvidas.

O que a maioria tem na lembrança são os espetáculos circenses, eventos populares e ficção barata envolvendo muito folclore tendo a hipnose como destaque. Esse tipo de hipnose é a chamada hipnose de palco, voltada para o entretenimento, o seu objetivo é a rapidez, gerar impacto instantâneo no público.

Mas não é a única hipnose praticada, existe aquela voltada para tratar de problemas emocionais, transtornos psíquicos chamada de hipnose de palco. Infelizmente essa é a menos conhecida e associada a do tipo sensacionalista.

Elementos suficientes para gerar dúvidas, receios, resistências o que me faz escrever com regularidade a respeito para desmistificar alguns mitos.

Então se você chegou neste artigo querendo saber o que a hipnoterapia pode tratar e por quais motivos deveria aderir a esse tratamento, recomendo fortemente que prossiga na leitura para se inteirar do assunto.

O que é hipnoterapia?

Hipnoterapia é um tratamento que usa de métodos hipnóticos como ferramenta terapêutica. Ou seja, se pratica a hipnose clínica.

Primeiro é importante deixar claro que hipnose não é feitiçaria e nem tecnologia. É ciência, psicologia, uma técnica testada na comunidade médica-científica e com resultados comprovados.

Claro que se você tiver na lembrança a hipnose escrachada recorrida na ficção, terá mais dificuldade de aceitar, mas hipnose não tem nada de assombroso.

Você, sua mãe, esposa, filhos já estiveram em estado hipnótico. Todo mundo algum dia já teve uma experiência dessas, mas nem percebeu.

Dúvida? Você costuma fazer algumas atividades sem nem perceber? Por exemplo, está lavando a louça, varrendo a casa ou mesmo andando na rua, mas está tão concentrado em outra coisa que nem percebe o que está fazendo?

Quando se dá por si, percebe que chegou ao local que queria, mas não teria condições de afirmar a cor do carro que passou por você há 2 minutos ou a raça do cachorro dormindo no chão? “Quê cachorro?” Então, isso é estar em um estado hipnótico.

Você está tão concentrado, no popular “com a cabeça em outro lugar”, que nem percebe o seu redor e o que está fazendo. Se faz direito, se consegue chegar até o local que pretende, é porque se trata de uma atividade que você já fez muito e por isso consegue reproduzir no “modo automático”.

É isso que a hipnose clínica faz: conduzir sua atenção para outro lugar que não o presente.

Qual lugar seria esse?

Antes de detalhar o que a hipnoterapia pode tratar, é indispensável passar mais informações sobre a técnica em si para que perceba como ela pode tratar os problemas a serem citados a seguir.

Esse lugar que a hipnose clínica conduz a atenção do paciente é o seu subconsciente, a região do cérebro que armazena as memórias mais primitivas e reprimidas do ser.

Por se tratarem de tal qualidade de memória, é difícil acessar a bel prazer essa região, pois costuma-se haver bloqueios que impedem esse mergulho interno. A hipnoterapia pode ser definida como um meio para viajar no tempo, no seu tempo interno, no seu passado por meio de recordações de experiências vividas.

A hipnose é um meio eficaz e controlado de acessar o seu subconsciente.

A hipnose é segura? É reconhecida pelas autoridades médicas?

A hipnoterapia e uma atividade reconhecida no Brasil e no exterior, como os EUA, por exemplo, pelos órgãos reguladores da área da saúde.

No Brasil, o Conselho Federal de Medicina (CFM) e o de psicologia reconhecem desde os anos 1990 a hipnoterapia como um tratamento eficaz, seguro e complementar a psicoterapia.

Seus métodos e resultados foram testados e aprovados. Contudo, devem ser aplicados por profissionais reconhecidamente qualificados.

O que a hipnoterapia pode tratar?

A hipnoterapia por conseguir promover o exame de memórias, eventos passados é capaz de tratar doenças de origem emocional, transtornos psíquicos.

Quando nossas emoções não são bem geridas, provocam reações muito fortes ou são reprimidas, elas tendem a se manifestar, a emergir causando distúrbios psíquicos que em muitos casos prejudicam o desempenho de atividades do cotidiano.

O tratamento por hipnose, ao identificar os eventos que despertam as emoções mal administradas, possibilita ao paciente lidar de frente com esses traumas passados, a ressignificá-los, a dar uma nova interpretação a sua mente sobre o episódio e assim promover a cura.

“A hipnose é um meio eficaz e controlado de acessar o seu subconsciente”

 

Esse novo significado ocorre por meio de exercícios mentais aplicados pelo hipnoterapeuta.

Por essas razões, respondendo a questão “o que a hipnoterapia pode tratar”, o tratamento é eficaz para curar uma infinidade de transtornos psíquicos.

Seguem alguns deles:

  • Depressão;
  • Déficit de atenção;
  • Bulimia;
  • Gagueira;
  • Impotência;
  • Medos e fobias;
  • Estresse;
  • Ansiedade;
  • Bruxismo.

Veja a lista completa na aba “Tratamentos” no topo da página.

Motivos pelo qual você deveria fazer tratamento com hipnoterapia clínica

Agora que sabe o que a hipnoterapia pode tratar, porque você deveria optar por esse tratamento? O que a difere em relação a psicoterapia, outro tratamento para lidar com questões internas, transtornos psicológicos e mais tradicional?

Conhecendo a si mesmo

Um dos motivos para optar pela hipnoterapia é que se trata de um tratamento que estimula a se conhecer melhor, pois busca as soluções de seus problemas dentro de você.  Ele promove você como protagonista de sua própria cura.

Sem dúvida aprender mais sobre si traz diversos benefícios, como saber seus pontos fortes e fracos, aceitar a si mesmo como de fato é, identificar seus limites, potenciais etc.

Mas a psicoterapia também promove autoconhecimento, ainda que de modo diferente. No entanto, ela não se iguala com a hipnoterapia nos dois próximos itens.

Redução ou dispensa de uso de fármacos

Por conseguir acessar a zona de memórias mais profundas do paciente em pouco tempo e promover mudanças, a hipnoterapia reduz a dependência de medicamentos ou até mesmo a ingestão deles durante o processo de cura.

Ao contrário da psicoterapia. Isso reduz as chances de gerar dependência química em longo prazo.

Bem-estar em pouco tempo

Outro motivo para aderir a hipnoterapia é a velocidade em que consegue promover mudanças significativas no comportamento de uma pessoa.

Em poucas sessões, já na primeira, é capaz de reduzir notadamente os sintomas do transtorno a impedir melhor qualidade de vida.

Esse é um dos principais motivos pelo aumento da procura pela hipnoterapia, por estar sendo requerida junto ao tratamento psicoterápico tradicional com mais frequência.

Gostou deste conteúdo sobre o que a hipnoterapia pode tratar e motivos para fazê-la? Então curta, compartilhe. Seu apoio faz a diferença!

 

 

Gostou? Compartilhe em suas redes sociais

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on linkedin

Publicações mais recentes

Receba as últimas notícias publicadas

×